Monthly Archives: junho 2014

Sabemos que a criança está melhor da alergia quando ela entra em contato com a proteína do leite e não ocorrem sintomas. Mas a introdução da proteína deve ocorrer apenas com a autorização do médico e de modo criterioso, pois pode haver reações graves ou mesmo sinais sutis que os pais não levam em consideração. […]

Muito provavelmente seu filho terá uma vida muito mais saudável no futuro… Isto porque a restrição alimentar não é de legumes, frutas, cereais, leguminosas, sucos, etc. São as guloseimas que precisam ser evitadas, são os produtos industrializados que podem ser prejudiciais. Tais produtos também devem ser evitados em crianças sem APLV antes dos dois anos. […]

“Longe é um lugar perto que se chega com paciência.”  Fábio Ibrahim El Khoury Na maioria das vezes a criança com APLV melhora totalmente com o tempo. Após um período de dieta restrita, que é variável, a criança adquire tolerância e isto significa que a criança não reage clinicamente mais à proteína, ou em outras […]

Neste momento ainda não existem estudos conclusivos indicando que a dieta materna durante a gravidez ou a restrição de determinados alimentos irá prevenir a apresentação de alergia alimentar. Atualmente, a Academia Americana de Pediatria e a Sociedade Européia de Gastroenterologia e Nutrição Pediátrica recomendam que crianças com alto risco de alergia alimentar (forte antecedente familiar) […]

Faltam evidências ainda sobre condutas práticas que possam ser recomendadas atualmente para diminuir os riscos de alergia nas futuras gerações. No entanto, o aleitamento materno exclusivo até os 4-6 meses e o parto natural são objetivos desejáveis e podem influenciar até a ocorrência de alergia nas futuras gerações. Isto porque existem evidências que alterações da […]