Meu filho tem alergia à lactose. Preciso usar um leite SEM LACTOSE

Não existe alergia à lactose. O que existe é a intolerância à lactose, que ocorre quando a criança apresenta deficiência da enzima lactAse (responsável por digerir a lactose) e, portanto, não consegue digerir a lactose inteiramente. Assim, é um problema de digestão (e não de alergia).

Mais esclarecimentos na seção: Alergia à proteína do leite de vaca e intolerância à lactose são completamente diferentes.

  • Alergia ou hipersensibilidade a proteínas: a alergia às proteínas do leite de vaca é a mais frequente nos dois primeiros anos de vida e sempre envolve mecanismos imunológicos, ou seja, de defesa. NADA que tenha proteína pode ser ingerido. Podem ocorrer sintomas intestinais (refluxo, vômitos, cólicas, diarréia, sangue nas fezes, etc.), cutâneos, respiratórios, perda de peso e até anafilaxia (reação alérgica grave).
  • Intolerância: é um problema na digestão, mais frequente em crianças mais velhas (depois dos 3-4 anos) e adultos. A maioria tolera um pouco de lactose. Os sintomas são gastrointestinais e não causam perda de peso ou sangue nas fezes. Não ocorrem sintomas respiratórios ou cutâneos e não é causa de refluxo.

Assim, leites apenas SEM LACTOSE, mas sem alteração de suas proteínas NÃO DEVEM SER UTILIZADOS na suspeita de alergia às proteínas do leite de vaca.

O mesmo raciocínio vale para a mãe que amamenta e que procura evitar a lactose na sua dieta:

O leite materno é o mais rico em lactose e sempre vai haver lactose, independente de qualquer dieta materna, mesmo se a mãe jejuar!!!

Por isso, sempre se lembre de que o que deve ser evitado é a proteína do leite e não a lactose. No entanto, se tiver “lactose” presente no rótulo de qualquer produto pode haver também a proteína e apenas por isso estes produtos devem ser evitados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *